Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa
Santa Cruz da Graciosa - C.M. Santa Cruz da Graciosa

Apoio ao munícipe.

Largo Vasco Gama
9880-352 SANTA CRUZ DA GRACIOSA
295 730 040
295 732 300
     

Apresentação

Santa Cruz, com uma área total de 61,66 Km2, constitui o único concelho da Ilha Graciosa. O Arquipélago dos Açores situa-se em pleno Oceano Atlântico, entre a Europa e a América do Norte, é constituído por nove ilhas, sendo a Graciosa a mais setentrional.


A data da descoberta da Graciosa é incerta, pensa-se que os primeiros que aqui chegaram foram mareantes da vizinha Ilha Terceira, cerca de 1450. Um dos seus primeiros povoadores foi Vasco Gil Sodré.


A prosperidade económica da Ilha Graciosa, baseada essencialmente no comércio agrícola, levou a que Santa Cruz fosse elevada a Vila em 1486 e a Praia perdeu essa categoria, devido à sua limitação em termos de rendimentos.


No final do séc. XVI e prolongando-se pelo séc. XVII, a Graciosa enfrenta um período difícil, causado pelo ataque de piratas e corsários. Esta situação obrigou à construção de fortificações ao longo da ilha para sua defesa.


Ao longo dos séculos Santa Cruz  foi visitada por ilustres viajantes. O primeiro foi o padre Jesuíta António Vieira, que aqui veio parar em 1654, depois do naufrágio do barco em que regressava a Lisboa vindo do Brasil. Seguiu-se-lhe o escritor francês Chateaubrian, em 1791, quando seguia de França para a América, fugindo dos horrores da Revolução Francesa. Em 1814, o jovem Almeida Garret escreveu aqui os seus primeiros versos, já então reveladores do seu talento de escritor. Finalmente em 1879, o príncipe Alberto de Mónaco, que se distinguiu pelos seus trabalhos hidrográficos e estudos da vida marinha, aporta à Graciosa e visita a Furna do Enxofre. Foi dos primeiros a descer a furna com uma escada de corda.


A construção do Porto da Praia e do aeródromo quebraram parte do isolamento da Graciosa, sem lhe fazer perder as características de ilha rural e pacata em que a agricultura, a pecuária e os lacticínios são os suportes da sua economia e progresso.

Héraldica

A Vila de Santa Cruz da Graciosa é a capital da Ilha Graciosa que constitui o Concelho do nome da Vila. Esta ilha vive da agricultura porque é muito fértil.


Aproveitando estes elementos, foram assim ordenadas as armas e bandeira da Vila de Santa Cruz da Graciosa:


Armas: de negro, com um cacho de uvas de ouro folhado e sustido do mesmo. Orla de verde carregada de seis faixas ondadas de prata. Em chefe, sobre tudo na orla, um açor de sua cor, voante, tendo nas garras um escudete das quinas. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres «Santa Cruz da Graciosa», de negro.

Galeria de Imagens

Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa

*** Necessita de ter instalada no seu pc, no mínimo, a versão 9 do Flash Player para visualizar correctamente este conteúdo ***
Verifique a sua versão






Partilhar esta imagem 

Mapa

Obter direcções
Segunda-feira 09:00 - 16:00
Terça-feira 09:00 - 16:00
Quarta-feira 09:00 - 16:00
Quinta-feira 09:00 - 16:00
Sexta-feira 09:00 - 16:00
Sábado Fechado
Domingo Fechado
Contacto

Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa
(Santa Cruz da Graciosa)
Santa Cruz da Graciosa - C.M. Santa Cruz da Graciosa


Apoio ao munícipe.

Largo Vasco Gama
9880-352 SANTA CRUZ DA GRACIOSA
295 730 040
295 732 300
Mapa do site
  • C.M. Santa Cruz da Graciosa